30 de nov de 2007

Induncação vein di bersso

A maioria das artes exige longo estudo e aplicação, porém, a mais bela de todas, a simpatia, apenas exige vontade.
(Philip Chesterfield)


Ontem eu saí pra rangar fora com o Bonon e depois do post anterior estava pensando: Nossa, hoje eu vou pra casa, vou dormir cedo, etc.
Eis que quando estava passando pela rua da faculdade avisto um amigo que não via há muito tempo.
RESULTADO: Fui pro bar e ainda quase fui pra balada não fosse ter "perdido" minha carteira (achei no bar).
Beleza, dei várias risadas, foi bem massa pois ontem eu estava em um dia bom, ou como diz o ridículo do Jão: estava no meu McDia Feliz.

Mas ontem eu fiquei impressionado como é possível uma pessoa nesse mundo ser tão antipática e CUZONA - desculpem, mas não tem palavra mais adequada para definir o ser:
Fui almoçar em casa e quando estava entrando no elevador vi que a vizinha (que eu nunca tinha cruzado até hoje) estava saindo e obviamente segurei o elevador para ela.
A (achei uma palavra melhor) BISCATE entra na porra do elevador sem falar uma palavra e sem olhar na minha casa, então eu, todo simpático, forcei um contato lançando um incisivo "BOA TARDE", pensando que não era possível alguém ser tão antipático assim e determinado a arrancar um boa tarde dela. A BISCATE sem nem desviar o olhar da porra da bolsa simplesmente não respondeu, me ignorou completamente. Nesse ponto eu já estava injuriado, não estava acreditando no que estava acontecendo e pensei "QUE FILHA DA PUTA, NUM É POSSÍVEL" e parti para uma abordagem ainda mais agressiva: me joguei o corpo para frente como quem diz "estou falando com vc" e falei alto e pausadamente:
"OI! BOA TARDE!" e ainda dei um tchauzinho didático (ensinando ela a ser simpática)

A VAGABUNDA MALDITA DESGRAÇADA FILHA DUMA PUTA LAZARENTA BISCATE VADIA ARROMBADA SIMPLESMENTE NÃO RESPONDEU!!!!!!!

Ainda me deu um olhar de reprovação do tipo "eu já ouvi, não respondi de propósito seu idiota" e voltou a mexer na bolsa... mas eu estava em um dia bom e meu biscoito Passatempo tava tão bom que eu resolvi abstrair e comecei a pensar se ela poderia ser muda.... poderia ser uma possibilidade. Quando saí do elevador perguntei pro porteiro se ela era sempre super educada assim e o "Xiiiiiii" dele valeu por mil palavras.

Só sei que depois desse episódio eu vou lembrar dessa... infeliz (chega de palavrão) todo dia de manhã e isso vai me fazer querer ser sempre simpático com os outros e ter um bom dia sempre. Hoje para começar vim trabalhar sem a bota imobilizadora no pé, QUE ALÍVIO!

O pé tá melhorando, mas o problema é que o Max veio inventar de me chamar para ir para a caverinha no domingo "É boulder de teto, num força o pé e se você for cair grita que a gente te segura"... SERÁ QUE EU VOU CONSEGUIR SOSSEGAR??? HAHAHAHA

29 de nov de 2007

Aprendendo a não fazer nada

Cerca de um ano atrás uma grande mudança na minha vida foi começar a morar sozinho (nossa, já?). Caramba, como eu aprendi com essa mudança, como amadureci, como mudei:
mudei mentalmente, mudei fisicamente, mudei muitos aspectos que precisavam ser mudadas, também mudei muitas características que NÃO QUERIA ter mudado, mudei de companhias, perdi algumas que me fazem muita falta, mas ganhei outras preciosíssimas que não pretendo perder jamais.
Aprendi algumas coisas com alguns conselhos valiosos, aprendi bastante coisa observando e aprendi ainda mais com muitos erros, mas ainda assim ainda tem MUITA coisa para aprender. Esta mudança brusca e repentina causou um amadurecimento forçado, mas ainda assim esse "um ano e pouco" foi bem tranquilo e bem displicente. Ao mesmo tempo que a novidade assustava era uma fase de oba oba e a partir de janeiro as coisas terão que mudar mais um pouquinho, principalmente no que diz respeito a controle financeiro.

É estranho pensar isso, mas "não fazer nada" é passível de aprendizado. Não é tão fácil quanto pode parecer, ainda mas pra mim, pois eu NÃO CONSIGO falar "não" para um convite para sair.

Hoje mesmo um amigo me chamou para ir em um bar, mas eu tinha que fazer uns freelas. Na hora minha cabeça já começou a fritar tentando pensar em um esquema de terminar o freela rápido para poder sair, ou deixar para fazer depois... até que me veio um pensamento maior: SOSSEGA A RABO SEU DESGRAÇADO, É MEIO DA SEMANA AINDA, TU TEM COISA PRA FAZER E AINDA POR CIMA TÁ COM O PÉ RUIM.

Aí eu sosseguei, hehehe.
- Final de semana se aproximando, QUERO ESCALAR, QUERO ESCALAR!
- SOSSEGA MULEQUE!

27 de nov de 2007

Tá chegando

Dias bons têm me acompanhado ultimamente. CLARO que temos que descontar o fato de eu estar manco e sem poder escalar, mas isso é um mero detalhe.

Ontem (segunda), por exemplo, foi um dia MUITO massa. Tudo bem que eu me atrasei um pouco pro trabalho, mas isso também colabora, pois dormi um pouquinho mais.
Depois de uma semana de molho chegou o dia de tentar dirigir novamente e foi um sucesso. Ficaram me falando que era perigoso dirigir com a bota de imobilização, pois podia enroscar em algum momento, mas foi tudo balela, foi mega tranquilo eu só quase bati duas vezes... "HAHAHA, I told a joke" (como diria Achmed). O dia no trabalho foi corrido, mas ainda assim deveras agradável, dei várias risadas. Na hora do almoço revi os ex-colegas de trabalho e almocei com um amigo, rango bom, papo bom... muito massa.
No fim do dia fui pra casa do Diego fazer uns trabalhos e ficamos muito satisfeitos com o resultado, é muito massa fazer um trabalho e gostar do que sai... depois que sair o trabalho eu posto ele aqui.

Eu estava FELIZ ontem e ainda mais feliz fiquei quando lembrei que:
MEU ANIVERSÁRIO ESTÁ CHEGANDO!!!

Faltam apenas 36 dias para UM QUARTO DE SÉCULO. Holy shit.

Eu queria ganhar um pé novo de presente, mas a única pessoa que me ofereceu algo parecido queria me dar um joelho operado. PRESENTE ESTRAGADO EU NUM QUERO... HAHAHA
Bom, eu vou me dar de presente uma câmero, já que meu equipamento está quase completo, agora falta uma boa mochila para carregá-lo, se alguém se habilitar HEHEHEHE.

PS: AH, assistam o videozinho do Achmed

26 de nov de 2007

Os mancos também se divertem

Esse final de semana percebi que você não precisa andar normalmente para ter um fim de semana bacana, É POSSÍVEL se divertir mancando, hehehehe.

Depois de uma semana inteira indo de carona pro trabalho e andando com uma maldita muleta que mais atrapalha do que ajuda, sexta-feira chegou.

MANDEI AS MULETAS PRA PQP e fui pro bar com o Bonon e sua companheira emo HAHAHAHA, muito massa, altas risadas, pé pra cima e por aí vai. Parei de usar a muleta mesmo e que não me encham o saco. Agora eu só volto a usar elas se for pra cortar fila em banco ou algo assim, hehehe.

Sábado rolou um churrasco de almoço na casa do sub-raça do Joe, o animal agora resolveu casar e se mudar... vai entender. A noite uma pessoa DEVERAS indiscreta, na verdade a Sra. Indiscreta, me convidou para ir ao bar comemorar o aniversário dela.
Regado de retardados e uma ridícula (hahahaha) a noite foi MUITO BOA, curti demais.

Domingão tranquilo jogando, a noite fui assistir a peça dirigida pelo mega diretor Miguel Angelo, vulgarmente conhecido como BOI. Uma peça MUITO divertida com um lanchinho no Gordão para completar a noite.

Eu cheguei à conclusão de que eu preciso urgentemente de uma câmera, o fim de semana passou e eu num tenho sequer UMA foto de registro pra postar aqui.
Agora a semana começa denovo e eu vim dirigindo pro trabalho com o pé imobilizado mesmo!

Será que fim de semana que vem já dá pra escalar??? Brincadeeeeeira, hehehe,

21 de nov de 2007

"The bites killed her, the bites brought her back"

Um momento de INUTILIDADE COMPLETA!

Imagino que todo mundo já tenha assistido filmes de zumbi como Madrugada dos Mortos, ou Resident Evil... não sei vocês, mas eu já fiquei imaginando como eu agiría se aquilo acontecesse realmente.

Pois bem, um Quiz de 15 perguntas responde qual a sua chance de sobreviver durante um "apocalipse zumbi".



Respondam o quiz e comentem seus resultados, hehehe.
Eu fiz o meu e respondi ele como seria caso o apocalipse começasse HOJE, ou seja, tendo em vista que estou com o pé ferrado, tive que responder que não posso correr... o que certamente diminui bastante minhas chances, mas mesmo assim acho que o resultado não foi tão ruim, apesar de que a pergunta da qual tive mais vergonha de responder foi a que pergunta como você se comporta durante um filme de terror, e eu fui obrigado a responder que eu me assusto, mas não faço nenhum som (mas é claro que eu não considerei o xingamento depois do susto).

Para fazer o quiz é só clicar na imagem abaixo que vai direto para a página. E aí está meu resultado:

53%

20 de nov de 2007

Feriado Pt3 - A volta

Ontem foi um domingo bem tranquilo, depois do fatídico acidente no Morro da Babilônia no sábado. Dia em que um churrasco foi organizado e toda a minha família me esperava, meu pai me liga:
"Onde ce tá? O churrasco tá rolando, tá todo mundo esperando você."
"Calma, é difícil voltar com o pé machucado."
"CE SE MACHUCOU???"
"Só um pouquinho"
até então eu não sabia que tinha sido feio e num fazia nem idéia do quanto ainda ia doer hehehehe.
Depois de um ÓTIMO almoço no Only Customs (bar de motociclistas que meu tio frequenta), o domingo consistiu em ficar com a família.

Imobilizado e incapacitado de dirigir, só pude voltar hoje com minha motorista particular. A mais preocupada de todas as mães se dispôs a dirigir meu carro até Campinas e voltar de ônibus.
Infelizmente eu não peguei atestado para entregar no trabalho, mas acho que as marcas do acidente servirão.

No mais, tudo nos conformes. Não vejo a hora de usar meu equipo denovo, mas acho que só daqui duas semanas (PELO MENOS).

Adios

18 de nov de 2007

Uma grande estréia - Sábado

Nossas preces não foram atendidas na sexta (choveu o dia inteiro), mas foram atendidas no sábado. O dia perfeito para escalar: nublado, mas sem chuva.

Lá fomos nós, para o Morro da Babilônia, algumas vias ainda estavam babadas. Conhecemos lá um casal de escaladores MUITO gente boa que deram uns betas pra nós, combinamos de escalar denovo no dia seguinte, etc.
Eu extremamente empolgado para estreiar meu equipo novo e por ser a primeira vez que faço uma via de mais de duas enfiadas.
A gente tava meio receoso, mas como diz meu primo:
"Quem tem medo de cagar, não come".

ANIMAL. Tudo lindo e maravilho. Via massa, visual retardado de bonito, equipo novo tinindo (os mosquetões são muito bons).

Começamos a via, o Nicholas foi guiando a primeira enfiada, segui ele e ficamos os dois na primeira parada dupla rever as coisas e ancorar a mochila para não precisar ficar carregando peso via a cima e então segui guiando a segunda. Continuando assim o Nicholas seguiu a segunda e passou reto guiando a terceira enfiada, que tinha uma travessia de 5m para direita depois da oitava costura, porém no guia dizia que eram necessárias 9 costuras para fazer a via e assim o Nicholas ficou sem costura para continuar. Ao invés de avisar ficou lá parado e pensando na vida hehehe, até que eu perguntei o que tinha acontecido, já que os dois mais embaixo estavam só esperando a gente para continuar a próxima enfiada.
"ENTÃO ANCORA EM PARADA SIMPLES MESMO!!!"
Num é o certo, mas num tinha muito o que fazer. E ele estava em um platõ bem sossegado. Toquei PÁ RIBA, passei pelo Nicho e fui para a última enfiada... daí que deu a merda.
Fiz a enfiada, super tranquila, cheguei na última chapeleta e costurei, 2,5m depois, faltava apenas o último move para chegar na parada final... uma MALDITA barriga de cristais negativa, sem pés para baixo, sem mãos para cima, apenas aquele maldito veio de cristais pedindo um calcanhar. O Nicholas tentando me convencer a não tentar o move: "Tá bom já Djovem, vamo descer daqui"... eu devia ter ouvido ele. Arrumei um pezinho direito BOSTA, mandei o pezão esquerdo alto e puxei, mas como previsto... nada de mãos para terminar a puxada.

FUDEU,
ajeita daqui, ajeita dali, tenta subir, tenta descer e VUPT, lá se vai o pé direito.
Vaca de 5m em positivo e o pé esquerdo absorvendo todo o impacto. Ainda tive que reescalar os 2,5m para pegar a costura e rapelar os 220m de via em um pé só.
Quando chegamos lá embaixo eu quase não conseguia colocar o pé no chão, então apareceu um tiozinho MUITO do figura chamando a gente de lagartixa, disse que conhecia o presidente da Femerj, etc: "Vocês lagartixas, cocô de avião e mergulhador são todos loucos, daqui a pouco ce tá aqui denovo".
E ainda tive que voltar dirigindo da Urca até o Recreio.



Raio-X: Luxação forte no bla bla bla, tornozelo esquerdo. Doeu e doeu MUITO.
Bota de imobilização por 2 semanas e sabe-se lá quanto tempo sem escalar. Nada de escalar amanhã, nada de escalar essa semana e nada de escalar no fim de semana que vêm. Isso que é amigo solitário, ficarei sem escalar junto com o Nicholas e o Vitor.

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena"
Valeu demais, estreiei meu equipo, fizemos uma despedida do Nicholas e foi muito massa apesar da lesão e ainda por cima aprendi algo com a experiência:



Excesso de confiança mata. Respeite toda e qualquer via, não importa a graduação.

15 de nov de 2007

Feriado pte 1 - Quinta

Durante a semana decidi ir pro Rio de Janeiro no feriado, como o Nicholas vai operar na quarta e ficar 2 mêses sem escalar, resolvi chamar ele para escalar no Rio.

Acordei as 2:50h, parei na padaria e tomei um café limão (aquele tão forte que tu até faz careta). Peguei o Nicholas e pusemos o Milagre na estrada. Fomos conversando até umas 5 da manhã, quando o Nicholas adormeceu.

Dormiu quando o sol nasceu, dormiu quando passamos pelo fundo de tela do Windows XP, dormiu quando passamos pelos carros de Nascar sendo rebocados, deu uma acordadinha enquanto abastecia o carro e dormiu durante os 40 minutos que ficamos parados na Serra das Araras (graças a um acidente), enquanto isso eu desci do carro e fiz amizade com 3 coroas do carro da frente.

Chegamos em casa as 11.30h em baixo de chuva. Previsão para o fim de semana: CHUVA!!!
Eu louco para escalar para estreiar o equipo novo, o Nicholas louco para escalar para fazer a despedida dele e CHUVA, mas beleza, a esperança é a última que morre. Pegamos o Guia da Urca e começamos a escolher a via que nos levará ao topo do Pão de Açúcar, nunca fizemos uma via longa e resolvemos nos aventurar em uma de 300m desconhecida, tomara que consiga falar com a amiga da minha prima que é daqui e ela nos dê bons betas, ou melhor ainda, nos acompanhe.
Na pior das hipóteses vamos conhecer um ginásio de escalada em Copacabana.

Entre vontades e planejamentos incertos fomos dar uma volta na praia (pequena pois começou a chover denovo) e jogamos joguinhos com minha família.

Amanhã acordaremos as 6h da manhã torcendo para não ter chuva.
Não estamos pedindo muito, não queremos sol nem calor, só queremos que não chova.

Torçam por nós.

14 de nov de 2007

Chegaram

Eles chegaram, meus nenens chegaram.

Depois de duas semanas de espera resolvi ligar nos Correios e perguntar sobre a encomenda: "Senhor, está disponível para retirada nos Correios da Francisco Glicério, 889"

Uma fugidinha para buscá-los e enfrentei o centro da cidade (até que tranquilo). O pior foi a fila dentro da agência central dos correios. VINTE E TRÊS MALDITOS GUICHÊS e mesmo assim levei cerca de 1 hora até ser atendido.

Mas o que importa é que agora eles estão aqui.


Tão lindos e embaladinhos, limpinhos e reluzentes cheirosos e imaculados... tudo que eu NÃO QUERO que eles sejam por muito tempo. Não vejo a hora de estreiá-los, sujá-los, riscá-los... colocá-los no lugar deles: NA PEDRA.

Quem sabe eu num estréio eles este fim de semana?

13 de nov de 2007

"It doesn't have to be fun to be fun."



"Andei observando e constatei - nem tudo é mel na vida das abelhas".
Millôr Fernandes


Pq será que os escaladores gostam de escalar? Tudo bem que é um excelente exercício físico, mas...

É algo que custa caro;
Gasta muitas horas de estrada para poucas horas de escalada;
Toma grande parte de seu tempo livre;
Estraga suas roupas;
Corta suas mãos;
Machuca seus ombros;
Calcifica seus ossos;
Te dá dor nas costas;
em outras palavras... DÓI;
Gera brigas conjugais, pois você quer escalar e não passar o domingo com ela sem fazer nada;
Faz você ver menos sua família;
Te obriga a beber menos, viajar pra escalar de ressaca é jogar um dia fora;
Te faz perder churrascos, encontros e outros programas;
Deixa sua mão tão grossa que te tira a coragem de fazer carinho em uma mulher;
Faz de você um mala que não fala de outra coisa (a não ser que fale de powerball);

mas apesar de isso tudo, tem um pequeno detalhe que impera:
É ABSOLUTAMENTE, INEXPLICAVELMENTE EXTASIANTE!!!

Não sei se é simplesmente o sentimento de superação, o contato com a natureza ou a descarga de endorfina unida a um grupo de loucos divertidíssimos e sempre dispostos a se ajudar.
Não importa se você manda um 5sup ou um 9c, você não precisa ser bom para ser apaixonado por escalar, basta gostar, basta sentir prazer naquele suspiro de exaustão no final da via, basta aquele sorriso feliz e meio sem graça no topo do boulder, basta passar a semana inteira trabalhando pensando na escalada do fim de semana, basta querer mais que tudo um dia na pedra.

Não tem como explicar, só sei que é meu vício, a única droga de que preciso.

mais uma vez:
"The best climber in the world is the one who's having the most fun."
Alex Lowe.

11 de nov de 2007

Whose ball's on fire?

Belo final de semana.
Começando com sexta-feira na casa do Bitor e da Mari, com vários amigos, cervejinha, muito powerball, muito flamenco, dançarinas de flamenco e o retorno a infância: eu e o Bitor brincamos de "dedinho" aquela ridícula, porém deveras divertida, brincadeira infantil onde um bate no dedo do outro consecutivamente até que um desista. DEMAIS!!!

Saí de lá 5h da manhã, dormi 3h e fui TENTAR escalar... maldita chuva não deixou.
Eu e Miguel fizemos uma procissão para abastecer e pegar o crashpad do Nicholas que desistiu de ir graças ao acidente na noite anterior, onde ele tentou fazer a Biz voar.

Ontem, depois de fazer compras de mês no lanchão com o gordo do Dinho e ter que despistar 2 carrapatos, fui pegar a minha esbravejante amiga Carol e fui conhecer o Woolly Boolly, em Vinhedo. Um bar muito massa estilo anos 50 que toca rockabilly: Beatles, Elvis, Brian Setzer, Jerry Lee Lewis e entre umas e outras cervejas, Goodness Graciuous WHOSE BALL'S ON FIRE? (é o novo nome etílico da música).

constatações da noite:
. comprar comidas pra deixar no carro enquanto se vai para balada requer moderação;
. a coca que eu achei que tivese PERDIDO, não havia sido perdida, estava no chão do carro;
. o líquido espalhado pelo chão do carro não era caldo de pernil, era a coca que eu achei que tinha perdido;
. croquete gorduroso fica mais gostoso quando frio (isso será melhor averiguado agora.
. o Dinho dirige mal pa caralho.

Domingo nublado, aparentemente mais um fim de semana sem escalar. Alguma sugestão?

9 de nov de 2007

Rapadura é doce, mas num é mole não

"Andei observando e constatei - nem tudo é mel na vida das abelhas".
Millôr Fernandes


Hoje rolou uma confusão: Um achava uma coisa, o outro achava outra coisa e os dois achavam que estavam achando a mesma coisa... mas não estavam.
Saí perdendo, mas num tem problema, já foi. Mais pra frente resolve.

Só sei de uma coisa:
Fim de semana chegando... EU QUERO ESCALAR!
Escalar é minha terapia. Não escalei no final de semana passar e nem durante a semana passada, ou seja: 2 semanas sem escalar. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRGH!!!

Só de raiva esse fim de semana vou escalar sábado E domingo... e domingo, ainda por cima vou pra Valinhos destruir as mãos até chegar no osso. Capaz até de não conseguir trampar na segunda.
HAHAHAHA

7 de nov de 2007

Proibido para menores de 18

Sessão nostalgia:
Acho que quem tem menos de 18 num chegou a jogar as primeiras versões e pode achar simplesmente idiota, mas quem viveu a adolescência nessa época e for levemente retardado vai PIRAR com a história do que aconteceu com os personagens de Street Fighter anos depois.

A história está dividida em quatro partes, então eu num vou postar os 4 vídeos pra não ficar um post gigante, vou postar só o trailer e os links pros 4 vídeos.



Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Update: Parte 5

boas risadas

6 de nov de 2007

Chuva... de água e idéias

Um final de semana sem escalar que valeu a pena.

Aniversário da Tati em Dourado com direito a muito churrasco, muita cerveja, muita gente muito louca, muito cu doce e até baile funk.
HAHAHAHA

Pois é depois de uma sexta-feira na piscina, um sábado de churrascão com baile funk a noite, um domingo com chuva que cortou meu barato de escalar, mas em compensação teve feijoada, sorvete Colorê e mais um aniversário.

Mudando de pato pra ganso:
NÃO SEI O QUE FAÇO DA MINHA VIDA!

Não sei se caso ou se compro um pacote de Doritos.
Arrisco e me aventuro em algo que pode dar certo ou continuo curtindo o que tem sido a melhor fase da minha vida?
Se eu me aventuro posso perder muito se não me aventuro posso deixar de ganhar muito. Queria que as coisas fossem mais fáceis de decidir... HAHAHA


no mais... "se melhorar estraga"

2 de nov de 2007

Damage Control

Depois da garoa de segunda-feira, vi que o meu Celtinha honra bravamente o apelido que lhe foi dado, "Milagre". Além de aguentar muita estrada vi também que ele é um carro anfíbio e anda com água na altura da maçaneta sem perder a pose e nem deixar água entrar. Mas como todo guerreiro e ficou com uma cicatriz dessa batalha e graças a maldita enxurrada, ontem eu tive que comprar uma placa nova para ele.
Ela será instalada daqui a pouco quando o destemido Milagre pegará novamente estrada.

Este final de semana será em Dourado pra comemorar, com uma semana de atraso, o aniversário da Tati... vulgarmente conhecida como Ferramenta.

Eu, Zé, Titi, Tina, Vi e Mauro. Será que presta?
Ah presta!!!

Bom, vou nessa... uma passadinha num churrasco antes e depois estrada.
 
Clicky Web Analytics