29 de jan de 2009

See you later

Um fim de semana sem e já tô com saudades de escalar.

Depois de um episódio, sem dúvidas, marcante com direito a lapso de memória e osso "bagaçado", fica um sentimento de medo.
Além dá óbvia insegurança de ter dor e nenhum movimento em um dos braços, duas coisas realmente deixam um pouco de medo.

O medo da "bagaça não grudar direito" e isso me impedir de escalar direito no futuro e mais ainda o medo dos malditos quelóides. O corte da cirurgia é gigante, e, não bastasse ele, há também a escoriação no bíceps... meu, se tudo isso fizer quelóides como os que eu tenho nas costas, meu braço vai ficar MUITO FEIO.
Eu não ligo muito para cicatrizes, mas realmente não quero isso.

Sorte eu já tive de só ter quebrado um osso, só resta torcer pra que ela se extenda.
:/

24 de jan de 2009

Friends

Quem tem amigos, tem tudo.

Panguinha, MUITO OBRIGADO POR TUDO!!!
Não sei o que seria de mim ontem sem sua ajuda.

22 de jan de 2009

Grey Street



Conversando sobre DMB ontem a noite quando fui deixar a Paulinha, que NÃO CONHECIA DMB, comentei sobre como essa banda é indescritivelmente do caralho. Voltando pra casa ouvindo DMB e dando voltas aleatórias só para ouvir mais uma música comecei a viajar sobre uma possível "melhor música deles", cheguei à óbvia conclusão de que é impossível eleger somente uma, PORÉM... se eu fosse OBRIGADO a fazer isso, se alguém colocasse uma arma na minha cabeça e dissesse "ESCOLHE UMA OU MORRE" eu ainda teria que pensar um bocado, mas certamente Grey Street seria uma forte candidata.

Muitas músicas são DO CARALHO pela letra, muitas pela melodia ou pelos arranjos e algumas, como essa, são DO CARALHO pelo conjunto: Letra animal, melodia "catchy", arranjo retardados... enfim...

"There's a stranger speaks outside her door
Says take what you can from your dreams
Make them as real as anything
Oh It'd take the work out of the courage"


Não preciso nem falar que ela está no repeat, né?

20 de jan de 2009

Os melhores álbuns de 2008

Os álbuns mais animais e/ou que eu mais ouvi em 2008. Aqueles álbuns que são inteiros animais e que você deixa no repeat até começar a enjoar deles. Daí você propositalmente passa um tempo sem ouvir, pra sentir falta e depois VOLTA A ESCUTAR SÓ ELE NO REPEAT.

Claro que com minha super memória eu vou esquecer de algum, mas os mais mais foram:


Harem Scarem - Harem Scarem



Disturbed - The Sickness



Evergrey - Monday Morning Appocalypse



Nizlopi - Half These Songs Are About You



Kenny Wayne Shepherd - Trouble Is



Dave Matthews Band - Under The Table And Dreaming



O Teatro Mágico - Entrada Para Raros



Metallica - Death Magnetic



Jonny Lang - Wander This World



John Mayer - Continuum

16 de jan de 2009

Ascossanssim

Maluco, hoje tá foda. Malditos sejam os escaladores na balada.
Ascossanssim, né?

Estou me sentindo ASSIM:


F: Salve, salve!

G: Fala meu djovem, tá bão?

F: Cara, deixa eu te perguntar uma coisa?

G: Manda.

F: Qual a sua vontade, capacidade e disponibilidade juntar o máximo de grana por 4 anos e então vender seu carro, comprar um Land Rover, largar tudo e passar um ano viajando?

G: Caralho...

F: ...

G: ...

F: ...

G: Posso passar uns dias pensando nisso?

11 de jan de 2009

Endorfina vicia

L: E aí "lok", beleza?

G: Tranquilo, e tu?

L: Massa. Ow, lembra que falei que comprei uma corda nova? Tô com a outra aqui pra pôr pra jogo.

G: Como assim?

L: Tá afim de armar um rope swing?

G: Nossa muleque, demorou!

L: Ah, que massa, tinha certeza que tu ia topar. Vamos marcar um dia desses então?

G: Ué, vamos fazer amanhã a tarde.

L: AAAAAAAHHHHHH MULEQUE!!!!!! SABIA QUE EU TINHA LIGADO PRO CARA CERTO!!!

G: HAHAHAHAHAHA OU PRO CARA ERRADO!





Descobri que endorfina é viciante. Depois de voltar de uma viagem animal eu passei segunda, terça e quarta totalmente sedentário e REALMENTE fiquei meio que deprê, comecei a pensar em um monte de coisas e ficar de bode com algumas. Quarta-feira resolvi correr no taquaral com o Miguel e UFA, aliviou muito a tensão. Sexta-feira eu PRECISAVA fazer algo denovo, então pedalei antes de dar uma saidinha que foi revigorante.
Sábado, acordei as 6h30 da manhã, pilhado pra pedalar. Pedalei 37k, terminei trincando os dentes e querendo mais... então a tarde fui fazer um "ropezinho" com o Lucão, o Guto, o Robson e a Panguinha.

MALUCO, que delícia... nada como uma leve descarga de adrenalina no sangue.
Será que estou viciado? Só sei que QUERO MAIS, PRECISO DE MAIS!!!

7 de jan de 2009

Nuttin' Fancy

Não quero nada chique.

Não quero usar roupas de marca e muito menos que isso faça diferença para o que pensam de mim. Quero usar uma roupa que seja confortável e caia bem em mim e que talvez tenha alguma frase engraçada, quero entrar num barzinho chique de regata e short de ciclismo sem que me olhem de cima a baixo, quero que ninguém ligue se fiquei com preguiça de me barbear e estou com cara de bandido.

Não quero admirar quem se acha superior, por melhor que esse seja no que faz, ou quem agradece elogios estufando o peito e fazendo cara séria. Quero amizades gostosas, simples e verdadeiras, quero estar perto de pessoas que acrescentem algo e que me façam crescer, pessoas com quem me sinta bem, que queiram aprender comigo e me ensinar muito. Quero estar perdidamente apaixonado por quem está perdidamente apaixonado por mim, que simplesmente tenha vontade de estar do meu lado, pra quem eu seja uma amizade gostosa, simples e verdadeira, para aprender e ensinar.

Não quero "jogar o jogo", não quero ter que fingir que não gosto de alguém pra esse alguém gostar de mim. Quero poder ligar ou mandar mensagem quando tenho vontade sem medo de ser pegajoso, quero poder falar "gosto de você", "queria te ver" e, se possível, ouvir de volta.

Não quero estar com pessoas que me pedem para falar mais baixo. Quero amigos que dêem risada das minhas trapalhadas e estabanadas, que tenham uma vergonhazinha de como eu gesticulo e ilustro as histórias que eu conto no meio da lanchonete, mas mesmo assim não falam pra eu parar.

Não quero um trabalho que me obrigue a me vestir de um jeito padronizado, mas não só isso, não quero um trabalho que me faça desistir do que acho bom e simplesmente esperar pelo meu salário no fim do mês. Quero poder ir de camisa social e calça na segunda, camiseta e bermuda na terça e camisa social COM BERMUDA na quarta, quero um trabalho que me faça querer voltar no dia seguinte, um trabalho que me pague o suficiente para eu viajar todo fim de semana e feriado.

Quero tirar a camisa para tomar um banho de chuva gelada e não um balde de água fria (no sentido figurado), quero pedalar na chuva, quero poder descer para praia de bike.
Quero ouvir música, MUITA MÚSICA SEMPRE e conhecer sempre muito mais, sem me preocupar com rótulos dos estilos ou se a música é brega, apenas escutar a música que me toca, seja pela letra bonita, seja pelo rítmo dançante, pela complexidade teórica ou simplesmente aquela música horrível que você fala "não sei pq, mas eu curto". Quero ouvir música alto no carro e cantar junto fazendo papel de idiota (e eu canto mesmo).

Quero curtir os momentos gostosos do jeito que eles são e simplesmente pq eles são bons, sem PREocupações e sem pensar em consequências... simplesmente ser...

6 de jan de 2009

Começando com a mão direita

Tô ficando cada vez mais sem paciência para postar no blog, mas ano novo vale a pena registrar pra lembrar depois.
Desde o natal até o ano novo e aniversário, esses dias de férias foram ANIMALESCAMENTE animais.

Depois de passar o Natal com família (inclusive a facção bahiana) no Rio de Janeiro, parti para Serra do Cipó para um fim de ano escalando até moer. Como fui de busão, tive que fazer parada obrigatória em BH (até para esperar a Andrezza que foi junto partindo de Barbacena), aproveitando pra dar um alô e desejar um bom reveillon pro Fro e pra Carlinha.

A casa que o Alfredão alugou pra nós no Cipó é SHOW DE BOLA, mordomia total.
Excesso de escalada e risadas até um reveillon diferente de todos que passei. Bagunça na casa de escaladores com direito a queda de braço feminina e tudo, MUITO MASSA. No dia 1, todo mundo escalando de ressaca, HAHAHA.

Dia 2 os presentes de aniversário: cadena da Salsa Punk e fazer a Lamúrias no fim da tarde com novos amigos feitos lá. Mas o mais priceless MESMO foi descer da via no breu, chegar lá em baixo e ganhar um "Parabéns pra você" dos amigos, com direito a brinde com vinho e tudo.

Em meio a descidas de carro em movimento, corridas atrás de caminhão, quilos perdidos, alimentação saudável e amizades construídas... um dos melhores (senão O) reveillons que já tive, onde a única coisa que mudaria seria acrescentar mais alguns amigos importantes.
Uma viagem perfeita para refrescar a mente.

 
Clicky Web Analytics