3 de set de 2010

Morrer é ridículo

Você combinou de jantar com a namorada,está em pleno tratamento dentário, tem planos pra semana que vem, precisa autenticar um documento em cartório, colocar gasolina no carro e no meio da tarde morre.
Como assim? E os e-mails que você ainda não abriu, o livro que ficou pela metade, o telefonema que você prometeu dar à tardinha para um cliente?
Não sei de onde tiraram esta idéia: morrer. A troco?
Você passou mais de 10 anos da sua vida dentro de um colégio estudando fórmulas químicas que não serviriam pra nada, mas se manteve lá, fez as provas, foi em frente.
Praticou muita educação física, quase perdeu o fôlego, mas não desistiu. Passou madrugadas sem dormir para estudar pro vestibular mesmo sem ter certeza do que gostaria de fazer da vida, cheio de dúvidas quanto à profissão escolhida, mas era hora de decidir, então decidiu, e mais uma vez foi em frente...
De uma hora pra outra, tudo isso termina numa colisão na freeway, numa artéria entupida, num disparo feito por um delinqüente que gostou do seu tênis.
Qual é? Morrer é um chiste.
Obriga você a sair no melhor da festa sem se despedir de ninguém, sem ter dançado com a garota mais linda, sem ter tido tempo de ouvir outra vez sua música preferida. Você deixou em casa suas camisas penduradas nos cabides, sua toalha úmida no varal, e penduradas também algumas contas.
Os outros vão ser obrigados a arrumar suas tralhas, a mexer nas suas gavetas, a apagar as pistas que você deixou durante uma vida inteira. Logo você, que sempre dizia: das minhas coisas cuido eu. Que pegadinha macabra: você sai sem tomar café e talvez não almoce, caminha por uma rua e talvez não chegue na próxima esquina, começa a falar e talvez não conclua o que pretende dizer. Não faz exames médicos, fuma dois maços por dia, bebe de tudo, curte costelas gordas , mulheres e morre num sábado de manhã. Se faz check-up regulares e não tem vícios, morre do mesmo jeito. Isso é para ser levado a sério?
Tendo mais de cem anos de idade, vá lá, o sono eterno pode ser bem-vindo.
Já não há mesmo muito a fazer, o corpo não acompanha a mente, e a mente também já rateia, sem falar que há quase nada guardado nas gavetas. Ok, hora de descansar em paz.
Mas antes de viver tudo, antes de viver até a rapa? Não se faz. Morrer cedo é uma transgressão, desfaz a ordem natural das coisas. Morrer é um exagero.
E, como se sabe, o exagero é a matéria-prima das piadas. Só que esta não tem graça.
Por isso viva tudo que há para viver.
Não se apegue as coisas pequenas e inúteis da Vida...
Perdoe....sempre!!!

13 de jul de 2010

Use somebody

I've been roaming around, I was looking down at all I see
Painted faces fill the places I can't reach
You know that I could use somebody
You know that I could use somebody

Someone like you and all you know and how you speak
Countless lovers under cover on the street
You know that I could use somebody
You know that I could use somebody
Someone like you

Off in the night while you live it up I'm off to sleep
Waging wars to shake the poet and the beat
I hope it's gonna make you notice
I hope it's gonna make you notice

Someone like me, someone like me
Someone like me, somebody

18 de mai de 2010

Menisco

Atendendo a pedidos, resolvi fazer um post... lá vai o laudo da minha ressonância que acabei de pegar:

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DO JOELHO DIREITO

Técnica:
1. Plano coronal, sequência "fast spin-echo", imagens ponderadas em T1.
2. Plano coronal, sagital e axial, sequência "fat-sat", imagens ponderadas em T2.
3. Plano sagital, sequência "fat-sat", imagens ponderadas em densidade de prótons (PD).
4. Plano coronal oblíquo, sequência "fat-sat", imagens ponderadas em T2.

Achados:
Aspecto normal da pele e tecido celular subcutâneo.
Pequeno derrame articular femorotibial.
Estruturas ósseas íntegras. Alinhamento articular preservado.
Não identificadas lesões condrais patelares, trocleares ou femorotibiais.
Tendões extensores, flexores, ligamentos cruzados e colaterais sem sinais de rotura.
Menisco medial de aspecto preservado.
Alteração de sinal complexa no corno posterior do menisco lateral e na raiz meniscal,
que aparentemente atinge a margem meniscal articular inferior. Nota-se formação
cística parameniscal posterior, com aproximadamente 0,2cm de diâmetro.

Impressão Diagnóstica:
- Rotura complexa do menisco lateral, com cisto parameniscal associado.


Eu ainda preciso esperar o retorno com o médico, mas espero que seja apenas abrir, tirar o cisto, fechar e pronto.
Pensamento positivo, sempre!!!
 
Clicky Web Analytics