27 de mai de 2009

Train wreck

No regrets

"A cada dia mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional.
Fé é colocar seu sonho à prova!"

Carlos Drumond de Andrade


Pra mim, não existe "nadar e morrer na praia" no que se diz respeito a experiências de vida. Um relacionamento que você se dedicou e no fim não deu certo, uma viagem que você resolveu fazer e não foi boa como esperava, uma decisão que te levou a caminhos diferentes do que você pretendia ou qualquer outra coisa. Toda experiência é válida, com elas nós aprendemos, crescemos, tentamos agir diferente com coisas que nos incomodam ou repetimos as tentativas que nos trouxeram bons frutos.

Claro, muitas vezes ficamos nos sentindo um pouco mal, principalmente quando criamos espectativas em relação às coisas, mas com certeza alguma coisa sempre aprendemos com tudo isso.

"Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir"
Amyr Klink

26 de mai de 2009

Sem perder tempo.

Vi no Trendi House Pepsi




Passa rápido demais, então não perca tempo... esteja com quem você gosta, faça as coisas que você gosta, realize seus objetivos.

É claro que vivemos em sociedade e em um mundo capitalista, então temos que cumprir com obrigações e responsabilidade, mas como diz o ditado: O que não tem solução já está resolvido. Então percamos menos tempo nos "pré-ocupando" e mais tempo realizando coisas que nos engrandeçam e/ou nos tragam prazer.

E TENHO DITO!

16 de mai de 2009

Gone people, all awkward with their things

Nada disso importa. Importam as amizades, as sensações, os valores e, principalmente, as emoções e como nos entregamos a elas.



Well look at all those fancy clothes
But these could keep us warm
Just like those.
And what about your soul
Is it cold
Is it straight from the mould
And ready to be sold.

And cars and phones and diamond rings
Bling, bling
Those are only removable things
And what about your mind
Does it shine or
Are there things that concern you more
Than your time

Gone going
Gone everything
Gone give a damn
Gone be the birds when they don’t want to sing
Gone people
All awkward with their things
Gone

Look at you out to make a deal
You try to be appealing but you lose your appeal
And what about those shoes you’re in today
They’ll do no good
On the bridges you burnt along the way

You’re willing to sell anything
Gone with your herd
Leave your footprints
And we’ll shame them with our words

Gone people
All careless and consumed
Gone
Gone going
Gone everything
Gone give a damn
Gone be the birds if they don’t want to sing
Gone people
All awkward with their things
Gone

Just a good song

And that's what it's all about.

15 de mai de 2009

Let go

In a room filled with dried tears of sorrow
You come in and lay down by my side
When you feel the same way tomorrow
'Cause you smile just as easy as you cry

Was it wrong to be good to you
Was it wrong to be your man
'Cause I ain't getting through to you
And i've done all I can to make you understand

Chorus:
And my heart just keeps on bleeding
From the hole that drains my soul
And if I can't kill the feeling now
How do I, oh I, let go?

Time only heals when it wants to
I guess that's why I just can't get you off of my mind

Yeah, when the walls come down between us
Will you be on the other side?
If you say you didn't need it
I will let you right back in for the rest of my life

Chorus 2:
Only you can stop the bleeding
From the hole that drains my soul
And if you can't kill the feeling now
How do I, oh I, let go?

12 de mai de 2009

Here I go again

"I've made up my mind, I ain't wasting no more time"

7 de mai de 2009

A pleasant evening, after all

AAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHH, QUE DELÍCIA!!!
VOLTANDO A FAZER AS COISAS QUE EU GOSTO!

São 21h50 e eu acabei de chegar em casa... onde eu estava?
PEDALANDO!

Mais de 3 meses depois do acidente passando 2 meses e meio ABSOLUTAMENTE sendentário, foi uma sensação maravilhosa chegar em casa, trocar de roupa e levar a Neide para passear. A Neidoca passou 2 meses torta, de cabeça pra baixo na sala de casa e depois 1 mês e meio consertadinha, limpinha, reguladinha... só esperando o dia que eu pudesse levar ela pra dar uma voltinha.

Tudo bem, foi uma voltinha curta, só pra sentir o gostinho e voltar aos poucos.
Deu um medo da porra, cada carro que passava eu fechava o olho e pensava "Ái!" daí eu pensava "ABRE O OLHO, IDIOTA!"... e assim foi pelos 16km. Aquela vontade de pedalar sem as mãos denovo, de pedalar bem rápido, de pegar uma descidona. Mas ainda não dá pra arriscar, não adianta querer tudo de uma vez.

Eu mal lembrava da sensação de dar um pedalzinho à noite, foi bom demais... aos poucos tô voltando.
Mal lembro também da sensação de escalar, não vejo a hora de colocar uma sapatilha bem apertada, me encordar, passar mag nas mãos... PUUUUUTA QUE PARIU!!! QUE VONTADE!
Mas falta pouco... falta pouco.

Obrigado pelo passeio, Neidoca!

6 de mai de 2009

Sublimação

Como as relações se esvaem.

Como alguém fala belas coisas para você em um momento e algum tempo depois não se fala mais.

Como uma pessoa que uma hora é tão importante pra você e vice-versa passa a ser um mero conhecido.

Como uma pessoa que você confia e considera irmão passa a ser uma pessoa que você não quer mais ver na frente.

...muito rápido. Em questão de dias, horas ou mesmo uma fração de segundo.

4 de mai de 2009

Let it rise

"O instinto nos homens enfraquece à medida que a sua razão cresce, vigora e se desenvolve."
Marquês de Maricá


Não sei quanto aos outros, mas pra mim, um legítimo, imediatista e 100% emoção capricorniano que sou, não há pior sensação do que se sentir acorrentado pela razão.
A sensação de ser puxado para trás pelos próprios pensamentos... de não conseguir tocar algo belo que está a 2 milimetros de seus dedos, como uma criança LOUCA pra ir brincar, inquieta, mas que ainda não terminou a lição de casa.
Uma das piores sensações na vida, que eu a cada dia tento me livrar mais... a de ficar angustiado por não fazer algo que se quer muito quando a única coisa que o impede de fazê-lo é você mesmo.

Se deixar fazer refém da razão é se aprizionar dentro de si mesmo.


"Somos aquilo que sentimos e percebemos. Se estamos zangados, somos a raiva. Se estamos apaixonados, somos o amor. Se contemplamos um pico nevado, somos a montanha. Ao assistir a um programa de televisão de baixa qualidade, somos o programa de televisão. Enquanto sonhamos, somos o sonho. Podemos ser qualquer coisa que quisermos, mesmo sem uma varinha mágica."
Thich Nhat Hanh
 
Clicky Web Analytics